PALAVRA DO PRESIDENTE

Trabalhadores da empresa projebel aprovam proposta de reajuste salarial em assembleia

Na tarde da última quinta-feira (09), nas dependências físicas do Restaurante Universitário (RU), da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), o presidente do Sindehotéis, Luiz Henrique Pereira da Silva, acompanhado do diretor José Benedito Castelhano Fonseca, deliberou em assembleia dos trabalhadores da empresa Projebel, a proposta de reajuste salarial já encaminhada a referida empresa, assim como, discutir a quebra de acordo coletivo firmado com os trabalhadores em 2016.

“Precisamos de alguma forma, resolver esse impasse entre a empresa de alimentação projebel e a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Os trabalhadores que prestam serviço ao Restaurante necessitam ter seus direitos respeitados. Assinamos um acordo coletivo, mas infelizmente a Universidade desconhece essa assinatura. Cláusulas firmadas foram quebradas, alguém precisa se pronunciar mediante o descumprimento do acordo, caso isso não ocorra, iremos acionar o Ministério Público do Trabalho”, pontuou o presidente Luiz Henrique, em assembleia na Universidade.

IMG_20170209_141736001_HDR
Presidente do Sindehotéis Luiz Henrique explica proposta de reajuste aos trabalhadores

 No ensejo, os trabalhadores da empresa projebel, aprovaram de forma unânime, a assinatura do acordo coletivo pleiteando um reajuste de 10% a ser vigorado no período de (2017/2018). Durante a discussão da pauta, os trabalhadores, junto a entidade sindical, também aprovaram a proposta de 20% de salubridade.

IMG_20170209_144755588_HDR
Trabalhadores da empresa projebel aprovam proposta de reajuste em assembleia

“Mesmo com o impasse entre o setor empresarial e a Universidade, encaminhamos uma nova proposta de reajuste para iniciarmos a campanha salarial dos trabalhadores do setor de alimentação. Tivemos algumas dificuldades tendo em vista que a empresa não cumpriu com algumas cláusulas do acordo firmado em 2016, no entanto, segundo informou a própria projebel, a UFMA não fez o acordo de repactuação do contrato, o que dificultou o processo de pagamento dos trabalhadores”, disse Luiz Henrique, com base nas informações da empresa. “Só queremos saber uma forma de pagá-los, sem mais delongas. Enquanto há falhas na comunicação, nossos trabalhadores estão sendo prejudicados”, completou.

IMG_20170209_143821341_HDR

A proposta será encaminhada novamente para o setor empresarial com as reivindicações da entidade sindical mantendo a mesma proposta de (2016/2017), acrescentando mais algumas cláusulas como salubridade e quebra de caixa que a projebel não cumpriu. “Mesmo ela não cumprindo, devemos manter por que é uma exigência do trabalhador dentro de suas funções normais. Dada todas essas circunstâncias, o sindicato laboral se propôs juntamente com a empresa, notificar o Ministério Público para que chame a Universidade na tentativa de solucionar de imediato a situação salarial dos trabalhadores. Caso não tenha uma resolutiva do impasse, o sindicato entrará com o pedido de mediação junto ao Ministério Público para notificar a Projebel e a Universidade para saber qual a dificuldade de repassar os valores acordados a favor dos trabalhadores”, pontuou o presidente Luiz Henrique.

IMG_20170209_141953009

“Conscientizamos o trabalhador de que a empresa projebel tem um acordo assinado com o Sindicato mediante ao Ministério Público e muita das cláusulas não estão sendo cumpridas pela universidade. Devemos chegar a um denominador comum, resolver o impasse entre a empresa projebel e a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), afinal de contas, o trabalhador está entre duas instituições e uma tem que dar uma resposta satisfatória aos trabalhadores do setor de Alimentação”, acentuou José Benedito Castelhano Fonseca, diretor do Sindehotéis.

IMG_20170209_150429882_HDR
Presidente Luiz Henrique e o diretor José Benedito Castelhano Fonseca em conversa com os trabalhadores

IMG_20170209_141904235

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *