PALAVRA DO PRESIDENTE

Sindehotéis assina Convenção Coletiva e garante reajuste salarial para os trabalhadores em Turismo

Depois de uma intensa e árdua rodada de negociação, a diretoria do Sindehotéis-MA gestão “Fortalecendo a Luta” em reunião com o representante do Sindicato das Empresas de Turismo do Estado do Maranhão (Sindetur) conseguiu assinar a Convenção Coletiva de Trabalho 2017/2018, com reajuste salarial de 6,58% para todos os trabalhadores da categoria de Turismo e Eventos.

As negociações com o Sindicato Patronal iniciaram na terça feira (16) e foi até quinta feira (18). Após várias horas de negociação, os diretores do Sindehotéis e o representante patronal chegaram a um entendimento em relação ao percentual da categoria de turismo. Os trabalhadores pleiteavam um reajuste salarial de 10% – percentual aprovado nas assembleias itinerantes.

3892f07f-4bbc-4d32-9b34-1d644bd26564

“Não foi um percentual de reajuste esperado pelo Sindicato Hoteleiro, muito menos para o Sindicato Patronal de Turismo que coloca a crise econômica como fator crucial para a baixa no mercado, entretanto conseguimos atingir um percentual maior que a inflação. Em termos, pode ser considerado um percentual irrisório, no entanto, em valorização da moeda pode fazer toda diferença embasado no sistema inflacionário”, explicou Luiz Henrique Pereira da Silva, presidente do Sindehotéis-MA.

Os salários dos trabalhadores de Turismo compreendidos pela Convenção Coletiva de Trabalho formalizada com o Sindicato Patronal serão reajustados em 1º de maio de 2017, aplicando o percentual de 6,58% sobre o salário do mês de abril de 2017. O ticket refeição fica no valor de R$ 15 (quinze reais), além do quebra de caixa de 13% (treze por cento).

4c7434fc-ab89-4274-beb6-c89cf560faf2

Com base no reajuste, o piso salarial dos trabalhadores representados pelo Sindicato Profissional a partir do dia 1º de maio de 2017, ficará estabelecido em R$ 1.107,15 e terá vigência até o dia 30 de abril de 2018.

Anos de luta

No ensejo, Luiz Henrique também destacou outra importante vitória para a categoria: a inclusão do plano de saúde na pauta de reivindicação “Pela primeira vez incluímos o tão sonhado plano de saúde na pauta de reivindicação; uma bandeira de luta de muitos anos defendida pelo Sindehotéis. Não conseguimos aprovar esse item nas convenções anteriores. Depois de horas negociando, o patronal resolveu ceder a reaquisição do Sindicato Laboral. O plano de saúde não é mais uma prerrogativa, agora é uma necessidade, principalmente em relação a situação caótica e vulnerável da saúde pública do nosso país. Parabéns aos nossos diretores que tiveram um empenho brilhante para essa conquista”, pontuou o presidente.

O benefício do plano de saúde Hapvida funciona da seguinte forma: R$ 120,91 (cento e vinte reais e noventa e um centavos), sendo 50% para a empresa e 50% para o trabalhador.

20ec445b-26e5-4bac-87b2-15a7055df243

Também participaram das negociações os diretores do Sindehotéis José Benedito Castelhano Fonseca, Ana Mendonça Silva, Maria Raimunda Martins e Euzebina Maria dos Santos, além da assessora jurídica da entidade, Celeste Braga.

Terão direito ao reajuste e aos itens aprovados, os trabalhadores de agências de viagens e turismo, operadoras de turismo, escritórios de representação turística, consultorias em turismo, organizadoras de eventos, transportadoras turísticas, locadoras de veículos (automóveis), casas de diversões, parques temáticos e prestadoras de serviços de guia de turismo nos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar no Estado do Maranhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *